Quarto lugar

Caio Bonfim termina em quarto lugar na marcha atlética 50km em Lima

220.V

Alexandre Loureiro/COB
Entre as mulheres, Viviane Santana foi a quarta e Elianay Silva a quinta

Entre as mulheres, Viviane Santana foi a quarta e Elianay Silva a quinta

No último dia de competições nos Jogos Pan-americanos Lima 2019, o atletismo reservou as provas de 50 km em marcha atlética no masculino e no feminino, disputadas no Parque Kennedy. Caio Bonfim ficou em quarto lugar, com 3h57m54, na prova masculina. O pódio foi formado pelo equatoriano Claudio Paulino Villanueva, medalha de ouro, com 3h50m01, seguido do mexicano Horacio Nava, com 3:51:45, e do colombiano Diego Juan Pinzon, com 3:53:49.

"Termino em quarto muito feliz, como atleta de alto rendimento sei o que é enfrentar subidas e descidas. Briguei pela medalha, mas terminei em quarto. Os 50 km é a prova mais longa do atletismo. Treinei muito para os 20 km, onde conquistei a prata. Sou treinado pelos meus pais e aprendi logo cedo que nas Américas não existe time B na marcha. Este é meu primeiro Dia dos Pais, mas dedico a competição ao meu pai. Ele não esteve comigo no bronze no Mundial de Londres 2017, porque estava fazendo rádio por causa de câncer na próstata", lembrou. "Ele me disse que os 50 km era um treino e que poderia parar, mas segui o lema do CASO (DF) 'marchar, marchar, marchar até morrer, atletas do CASO não podem parar', lembrou Caio, pai de Miguel, de menos de 2 meses (Caio está fora de casa há mais de 1 mês e meio).

No feminino, Viviane Santana Lyra (FECAM-PR) também terminou na quarta colocação, com 4:22:46, novo recorde brasileiro. O anterior era dela mesmo, com 4:34:55, desde 20 de abril, no México. Elianay Santana Silva (CASO-DF), quinta colocada, também conseguiu o recorde pessoal, com 4:29:33.

Tanto Viviane quanto Elianay conseguiram índices para o Campeonato Mundial de Doha, no Catar (4:30:00), de 27 de setembro a 6 de outubro.

O pódio foi formado pela equatoriana Johana Ordoñez, com 4:11:12, pela guatemalteca Mirna Sucely Ortiz, com 4:15:21, e pela equatoriana Paolo Bibiana Perez, com 4:16:54.

"Muito feliz com o resultado. Bati o recorde brasileiro em 12 minutos e tudo foi excelente em Lima, principalmente a temperatura que ajudou. Agora é treinar mais duro ainda para o Mundial. Vou decidir se faço os 20 ou os 50 km", completou a carioca, que fez sua preparação final na altitude de Paipa, na Colômbia.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias

Publicidade
  • Aulas
  • Judocam 300x250 - Pai, invista...
  • PARA ABENÇOAR

Outras notícias...