Vamos Comemorar

Hoje é Dia da Avicultura, Dia de Santo Agostinho de Hipona e Dia dos Bancários

347.V

Calendarr

Dia dos Bancários

O Dia dos Bancários é comemorado anualmente no dia 28 de agosto.

Esta data é uma homenagem a todos os profissionais que trabalham nas mais diversas funções de um banco ou demais instituições financeiras.

Os bancários são essenciais para o funcionamento desses espaços, seja atendendo os clientes, realizando transações, pagamentos, depósitos e etc.

Em alguns estados brasileiros, como a Paraíba, por exemplo, o Dia dos Bancários é considerado um feriado para os profissionais da classe. Ou seja, nesta data os bancos ficam encerrados naquele estado (Lei nº 8.939, de 27 de outubro de 2009).

Origem do Dia dos Bancários
A data de comemoração da classe bancária é uma homenagem a um momento histórico de extrema importância para esses profissionais no país.

No dia 28 de agosto de 1951, o Sindicato de Bancários de São Paulo entrou em greve após receber uma proposta de reajuste salarial insignificante do governo. Os profissionais pediam, na época, 40% de melhoria salarial e melhores condições de trabalho.

Greve dos bancários de 1951
Vários outros sindicatos por todo o território nacional aderiram à greve, no entanto, não aguentaram a pressão e acabaram por aceitar as propostas do governo, que estavam bem abaixo da média solicitada pela classe bancária.

Apenas em São Paulo os trabalhadores continuavam resistindo às pressões. Em 5 de novembro, após 69 dias em greve, os trabalhadores conseguiram um reajuste de 31% no salário. Uma grande vitória para a classe, que passou a ser perseguida depois da greve. Muitos perderam seus empregos e foram alvo de represálias.

A insistência e força dos profissionais daquela época se tornou um exemplo para toda a classe. Por isso, o dia 28 de agosto é lembrado como o Dia dos Bancários em todo o Brasil.

Dia de Santo Agostinho de Hipona

O Dia de Santo Agostinho é celebrado em 28 de agosto.

Nesta data homenageamos o bispo e Doutor da Igreja que foi, e continua sendo, um exemplo para todos os cristãos: São Agostinho de Hipona, padroeiro dos teólogos, cervejeiros e impressores.

Aurélio Agostinho nasceu em Tagaste (atual Argélia), em 13 de agosto de 354, numa família onde a sua mãe era cristã e o pai pagão. A sua mãe, aliás, era tão fervorosa em sua fé que também tornou-se santa, conhecida por Santa Mônica, homenageada pela igreja em 27 de agosto.

No entanto, a princípio, a exemplo do pai, Agostinho não se importava com a fé e vivia uma vida pagã. Aurélia Agostinho experimentou diversas doutrinas ao longo da vida, e esteve casado por 13 anos (relacionamento este que lhe deu um filho). Santa Mônica sempre orava para que o filho se convertesse.

Decepcionado com todas as outras doutrinas, Agostinho finalmente conheceu a mensagem de Jesus e se admiriou com a sua coerência. Assim, ele e seu filho, Adeodato, se converteram e foram batizados em Milão por Santo Ambrósio.

Anos mais tarde, o ex-hedonista assumiu o cargo de Bispo de Hipona, dedicando-se a escrever sobre filosofia e poesia religiosa. Por causa da sua influência no mundo cristão, foi considerado "Doutor da Igreja" e um dos filósofos mais importantes do cristianismo primitivo.

Agostinho converteu-se aos 33 anos, e faleceu em 430, aos 76 anos de idade.

Dia da Avicultura

O Dia da Avicultura é comemorado anualmente em 28 de agosto.

A avicultura é a criação e produção de aves, com o propósito principal de obter carne e ovos, seja para consumo próprio ou para comercialização.

O Dia da Avicultura celebra e homenageia esta prática que é uma das mais importantes economicamente para o Brasil – terceiro maior produtor de carne de frango do mundo, de acordo com o Ministério da Agricultura.

Nesta data, os avicultores – produtores de aves – aproveitam para discutir os desafios a serem enfrentados pelo setor.

Muitas pessoas acham que a avicultura se limita a produção de frangos e galinhas, no entanto também podem criar e gerar produtos a partir de gansos, avestruzes, codornas, patos, marrecos e outras aves.

Esses animais possivelmente chegaram ao país junto com os portugueses, na época colonial em torno de 1500.

Contudo, a comercialização se deu a partir de 1860 e a criação era no sistema "caipira", com as aves soltas e demorando cerca de seis meses para o abate.

Hoje em dia, devido à industrialização e avanços na área da avicultura, o tempo de abate foi consideravelmente reduzido.

Para a população em geral, o Dia da Avicultura é importante para pensar neste segmento do agronegócio brasileiro como um impulsionador para a economia nacional.

www.calendarr.com
Calendarr

Mais...

Buscas

Todas as notícias