Falta pouco

Principal competição do calendário brasileiro começa em 16 dias

690.V

Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV
O EMS Taubaté Funvic, do capitão Raphael, é o atual campeão da Superliga

O EMS Taubaté Funvic, do capitão Raphael, é o atual campeão da Superliga

Falta pouco para que algumas das principais estrelas do voleibol comecem a se apresentar nas quadras de 18 cidades do Brasil. Faltam exatos 16 dias para que comece a Superliga masculina e feminina de vôlei edição 2019/2020. Nesta temporada, serão 18 estrangeiros, 19 campeões olímpicos e muitos outros grandes atletas que irão representar os 24 times – 12 em cada naipe – nos próximos seis meses.

A Superliga 19/20 masculina contará com o atual campeão EMS Taubaté Funvic (SP), além de Sesi-SP, Sada Cruzeiro (MG), Sesc-RJ, Fiat/Minas (MG), Vôlei Renata (SP), Denk Academy Maringá Vôlei (PR), Vôlei UM Itapetininga (SP), América Vôlei (MG), Pacaembu/Ribeirão Preto (SP), Botafogo (RJ), campeão da Superliga B 2019, e Apan Blumenau (SC), vice-campeão.

No feminino, estarão na disputa o Itambé Minas (MG), campeão em 2018/2019, Dentil Praia Clube (MG), Osasco/Audax (SP), Sesi Vôlei Bauru (SP), Sesc-RJ, São Paulo FC/Barueri (SP), Fluminense (RJ), Curitiba Vôlei (PR), Pinheiros (SP) e São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP). Completam a lista o Valinhos (SP) e o Flamengo (RJ), que subiram da Superliga B 2019.

Para a atual temporada, a expectativa aumenta sobre os atuais campeões. E os próprios jogadores sabem disso. Capitão do EMS Taubaté Funvic pela sexta temporada seguida, o levantador Raphael garante que o grupo está preparado para a cobrança.

“A cobrança aumenta, sim. A expectativa aumenta também, assim como a responsabilidade. Mas, nosso grupo está acostumado e transformamos tudo isso em motivação. Nosso time assimila isso como uma responsabilidade, como eu disse, mas muito mais como motivação na busca por uma temporada melhor do que a que fizemos no ano passado. Com certeza tudo isso motiva muito o nosso time”, afirmou Raphael.

A líbero Leia, campeão Itambé/Minas na Superliga 18/19, também está preparada para a alta expectativa sobre seu time. “Temos um grupo novo, mas com uma base da última temporada. Estamos trabalhando bastante para evoluirmos e sermos uma equipe muito competitiva. A temporada passada foi muito positiva e usamos isso como motivação. O início de trabalho com o Nicola tem sido positivo e acredito que temos tudo para jogarmos de igual para igual com as grandes equipes”, disse Leia, citando o treinador Nicola Negro.

A primeira rodada da temporada 19/20 será no dia 9 de novembro, com cinco partidas no naipe masculino: Botafogo x Sesi-SP; Sada Cruzeiro x Pacaembu/Ribeirão Preto; América Vôlei x Sesc-RJ; Vôlei UM Itapetininga x Fiat/Minas, e Denk Academy Maringá Vôlei x Vôlei Renata. O atual campeão EMS Taubaté Funvic joga com o Apan Blumenau no dia 13 de novembro.

A competição terá, pela primeira vez em sua história, 100% dos jogas transmitidos – seja através do SporTV, TV Cultura, site Globoesporte.com ou pelo Canal Vôlei Brasil.

2018.cbv.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias