Hall da Fama

Atletismo: Marilson Santos entra para o Hall da Fama da Maratona de Nova York

460.V

Divulgação
Brasiliense, bicampeão da prova, será homenageado nesta quinta-feira (31/10), no Central Park. O atleta é um dos melhores fundistas da história do atletismo sul-americano

Brasiliense, bicampeão da prova, será homenageado nesta quinta-feira (31/10), no Central Park. O atleta é um dos melhores fundistas da história do atletismo sul-americano

O brasiliense Marilson Gomes dos Santos, um dos melhores fundistas do atletismo sul-americano de todos os tempos, terá um evento espetacular na próxima quinta-feira (31/10): entrará para o Hall da Fama da Maratona de Nova York, uma das mais celebradas e importantes provas do mundo na distância de 42.195 km.

“Recebi esta notícia muito legal, que me deixou muito feliz. Fui indicado pela Organização da Maratona de Nova York para entrar no Hall da Fama. A cerimônia será aberta ao público. Gostaria de agradecer a todos que torceram por mim não somente em Nova York, mas em toda a minha carreira”, comentou o atleta que viaja quarta-feira (30/10) para os Estados Unidos.

Marilson venceu a Maratona de Nova York em 2006, tornando-se a primeiro sul-americano a ganhar. Ele voltou a vencer novamente em 2008. A cerimônia será na área da competição, no Central Park West na 67th Street.

"Estou honrado por fazer parte do seleto grupo de pessoas no Hall da Fama dos Corredores de Nova York. É como se eu tivesse ganhando a Maratona de Nova York pela terceira vez, um momento muito especial que vou amar por toda a minha vida. É muito legal receber esse reconhecimento pelo meu trabalho, pelo que fiz", disse Marilson, acrescentando que a sensação é de estar "eternizado para a maratona".

Marilson ganhou cinco medalhas em Jogos Pan-Americanos e continua sendo o recordista sul-americano nos 5.000 m (13:19.43) e dos 10.000 metros (27: 28.12). Ele competiu na maratona olímpica em Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016, tendo como melhor resultado o quinto lugar em 2012.

Nas corridas de rua, o atleta treinado por Adauto Domingues, detém as melhores marcas sul-americanas dos 10 km (27:48), dos 15 km (42:15), dos 20 km (56:32), da meia maratona (59:33), dos 25 km 1:14:31 e dos 30 km (1:29:21).

Marilson começou no esporte pelo futebol, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília. Depois seguiu os passos do irmão Marco, passando a treinar atletismo. Casado com Juliana Santos, campeã pan-americana dos 1.500 m, no Rio-2007, e dos 5.000 m em Toronto-2015, é pai de Miguel. Juliana e Miguel também seguem para Nova York.

Os indicados ao Hall da Fama do NYRR 2019 são Marilson Gomes dos Santos, Meb Keflezighi, Ingrid Kristiansen e Mary Wittenberg.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias