Integração

Em ação de integração, árbitros e dirigentes da FJERJ visitam a sede da CBJ

631.V

Lara Monsores/CBJ
Grupo com cerca de 20 pessoas reuniu-se com o presidente da Confederação, Silvio Acácio Borges, na manhã desta segunda-feira

Grupo com cerca de 20 pessoas reuniu-se com o presidente da Confederação, Silvio Acácio Borges, na manhã desta segunda-feira

Com o propósito de fazer o judô conhecer o judô, a gestão da Confederação Brasileira de Judô, presidida atualmente por Silvio Acácio Borges, faz questão de estar sempre de portas abertas aos seus filiados e à sociedade. Dessa forma, em ação de integração com a comunidade do judô carioca, a CBJ recebeu em sua sede, no Rio de Janeiro, a visita de dirigentes e árbitros da FJERJ, para um bate-papo informal.

O grupo foi recebido pessoalmente pelo presidente Silvio Acácio, que ouviu propostas, debateu ideias e esclareceu dúvidas em diálogo aberto com um único objetivo: o desenvolvimento e crescimento do Judô brasileiro.

“Estou muito feliz com a visita de vocês. Na minha origem, tenho a honra de ser aluno de um imigrante japonês que me ensinou que só existe um judô. E é muito importante para mim que todos conheçam a casa do judô, a nossa casa. O judô, entre tantas coisas, nos ensina o respeito e a amizade. E, no final, é isso que fica”, resumiu o presidente da CBJ.

Participaram do encontro cerca de 20 pessoas, em sua maioria árbitros do Rio, ao lado da cúpula da Federação carioca formada pelo presidente Jucinei Costa, seu vice Leonardo Lara e o superintendente Jeferson Vieira, árbitro internacional FIJ A.

“Essa é uma imagem já do nosso presidente, né. Ele quer abrir o espaço da CBJ para toda a comunidade do judô. E meu pensamento é que essa é a melhor direção, porque não fazemos nada sozinho. E não é apenas com os árbitros que o presidente Silvio tem essa abertura. Ele faz isso com todos os seguimentos do judô. Esse tipo de ação é um reconhecimento aos árbitros, que têm uma vasta experiência com o judô, como professor e como ex-atletas também. Eles têm muita contribuição a dar”, comentou Jucinei.

Atualmente, o quadro de arbitragem da FJERJ conta com aproximadamente 120 árbitros e é coordenada pelo professor Gilmar Dias. A nível nacional, a arbitragem brasileira é coordenada pelo professor Edison Minakawa.

Seguindo na proposta de valorização e reconhecimento ao seguimento, a CBJ promoverá, pela primeira vez, o Encontro Nacional de Arbitragem. O evento está marcado para o dia 29 de novembro, na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, junto com as disputas do Campeonato Brasileiro Sênior de judô.

As inscrições estão abertas desde o dia 1º de novembro e devem ser realizadas por meio da plataforma zempo.com.br.

Fonte: site oficial da CBJ

judorio.org
Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias