Competição

Grand Prix de Judô reunirá mais de 150 atletas no CT Paralímpico neste sábado, 30

480.V

Alexandre Schneider/EXEMPLUS/CPB

O Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, será palco neste sábado (30) do Grand Prix de Judô, competição que encerra oficialmente o calendário de disputas da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) em 2019. A partir das 9 horas (de Brasília), 164 atletas de quase 50 instituições diferentes lutarão pelas premiações individuais e por equipes.

Entram nessa conta judocas iniciantes, que competirão pela Copa Antônio Tenório – nome da maior lenda da modalidade no país – e alguns dos principais atletas do Brasil, entre eles, Rebeca Silva, que lidera sua categoria (acima de 70 kg) no ranking mundial.

"Por ser um Brasileiro, é onde os técnicos vão avaliar os atletas, ver como cada um está, pensando nas convocações para a seleção. Além de ser uma oportunidade de duelarmos contra os melhores do país", afirma a jovem de 18 anos, nascida em São Bernardo do Campo (SP).

Dos 13 judocas que representaram o país nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, em agosto, apenas três não estarão presentes no evento: Meg Emmerich, com lesão no punho, Alana Maldonado, que acaba de passar por uma artroscopia no joelho, e Anderson Wassian.

Em compensação, jovens promessas que brilharam no Parapan estão ansiosas por encerrar a temporada em grande estilo, já pensando obviamente nos desafios da próxima temporada – o Parapan da modalidade, em Montreal, no Canadá, em janeiro, além da Paralimpíada de Tóquio. É o caso de Giulia Pereira, medalha de ouro em Lima na categoria até 52 kg.

"Toda competição é importante para analisar nosso desempenho, nossa evolução. Estar presente em mais um Brasileiro é uma honra muito grande. Ter tido um ano de tantas conquistas importantes é gratificante. Além disso, é mais um torneio de preparação para Tóquio", diz a atleta nascida no Guarujá, no litoral paulista.

Serão premiados com medalhas os atletas classificados em primeiro, segundo e os dois terceiros colocados em cada categoria do Grand Prix, além de todos os participantes da Copa Antônio Tenório. Fora a premiação individual, as três equipes mais bem colocadas na classificação geral final do Grand Prix receberão premiações em dinheiro. No ano passado, o Cesec, de São Paulo, foi o campeão, seguido da Adevirn, do Rio Grande do Norte, e do CEIBC, do Rio de Janeiro.

Serviço
Grand Prix de Judô Paralímpico - Etapa Final
Data: 29 de novembro
Local: Centro de Treinamento Paralímpico
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 11,5 – Vila Guarani/SP

Programação
8h30 – Abertura Oficial
9h – Início da competição
12h – Premiação Copa Antônio Tenório
17h – Premiação Grand Prix de Judô Paralímpico

Com informações da Confedereção Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)

www.cpb.org.br
Comitê Paralímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias