Vamos Comemorar

Hoje é dia do Diplomata, do Disco e Sábado de Aleluia

261.V

Unimep

Dia do Diplomata

O Dia do Diplomata é comemorado anualmente em 20 de abril.

Esta data homenageia a importante função do diplomata, que tem a responsabilidade de informar, representar e negociar variados assuntos e discussões entre os interesses de diferentes países.

Um diplomata representa o seu país em um território estrangeiro, portanto deve ser um ótimo articulador na hora de debater sobre os assuntos internos de seu país com um representante de outra nação.

No Brasil, para se tornar diplomata o interessado deve prestar uma prova de concurso, caso seja aprovado, ainda deverá se submeter a um estágio probatório de dois anos. Após essa primeira fase, o diplomata vai progredindo em sua carreira, passando pelos cargos de Terceiro, Segundo e Primeiro Secretário consecutivamente; Conselheiro; Ministro de Segunda Classe e, por fim, Ministro de Primeira Classe (Embaixador).

Para garantir as várias oportunidades de viagens e o bom salário, o diplomata têm em mãos uma grande responsabilidade de representar a nação fora do país. Dedicação, bons conhecimentos gerais, articulação e organização são componentes essenciais para um bom profissional.

Origem do Dia do Diplomata
O Dia do Diplomata no Brasil se comemora em 20 de abril em homenagem ao "Patrono da Diplomacia Brasileira", José Maria da Silva Paranhos, mais conhecido como Barão de Rio Branco.

O Barão de Rio Branco nasceu em 20 de abril de 1850 e já comandou o Ministério de Relações Exteriores brasileiro, participando em missões de paz no Paraguai (durante a guerra) e cônsul-geral na cidade de Liverpool, na Inglaterra.

Devido a grande contribuição que o Barão do Rio Branco trouxe para a Chanceleria Brasileira, o Dia do Diplomata é comemorado no dia de seu aniversário.

Dia do Disco

O Dia do Disco, também conhecido como Dia do Disco de Vinil, é comemorado anualmente em 20 de abril.

O disco de vinil é considerado um marco na história do entretenimento musical, ajudando a criar novos hábitos, seja entre os ouvintes ou entre os produtores musicais.

O vinil foi desenvolvido em meados da década de 1940, permanecendo popular em todo o mundo até o surgimento do CD e de outras mídias mais avançadas.

Também chamado de LP (abreviação de Long Play), para reproduzir um disco de vinil é necessário um “toca disco” ou “vitrola”, como também é conhecido.

Atualmente, o disco de vinil voltou a se tornar popular, não pela sua praticidade (visto que os CD’s apresentam superior qualidade sonora, por exemplo), mas pela peculiaridade que o caracteriza.

Os vinis ressurgiram não com a mesma força comercial de outrora, mas como um objeto retrô, destinado principalmente para os verdadeiros amantes da música e desta clássica mídia.

Origem do Dia do Disco
A comemoração do Dia do Disco de Vinil surgiu em homenagem ao músico Ataulfo Alves, que morreu em 20 de abril de 1968.

Dez anos depois, em 1978, no Rio de Janeiro, os saudosistas e colecionadores de discos decidiram dedicar esta data para celebrar a sua paixão pelo vinil.

Sábado de Aleluia

O Sábado de Aleluia é celebrado na véspera do Domingo da Páscoa.

No Brasil, o Sábado de Aleluia não é considerado feriado nacional, mas como faz parte das festividades da Páscoa, esta data é tida como ponto facultativo.

No Cristianismo, o Sábado de Aleluia é comemorado por acontecer entre a Sexta-feira da Paixão, dia da crucificação de Jesus Cristo, e o dia da sua ressurreição, o Domingo de Páscoa.

É durante o Sábado Santo (outro nome atribuído ao Sábado de Aleluia), que os cristãos costumam organizar a Vigília Pascal. Ela simboliza a espera dos fiéis pela ressurreição de Cristo, no Domingo.

A vigília costuma ser feita por todas as igrejas, paróquias e arquidioceses católicas. Após uma missa solene, os fiéis permanecem durante a madrugada em constante oração.

A Vigília Pascal termina pouco antes do nascer-do-sol do Domingo de Páscoa, com a celebração de uma Comunhão Pascal entre os fiéis presentes.

Outro costume típico do Sábado de Aleluia é acender o Círio Pascal, uma vela grande e com os símbolos das letras gregas Alfa e Ômega, que representam a frase: “Deus é o princípio e o fim de tudo”.

De acordo com a tradição católica, o Círio Pascal serve para simbolizar a “luz de Cristo”, que ilumina e protege o mundo das trevas.

www.calendarr.com
Calendarr

Mais...

Buscas

Todas as notícias